quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Não basta emagrecer. Tem que emagrecer com saúde!


Dieta da sopa, do suco, da lua, do chá, do shake, da banana, da papinha de bebê. Perca cinco quilos em duas semanas!

Todas as semanas, nas bancas do mundo, as revistas estampam em letras garrafais os nomes esdrúxulos nas novas dietas do momento. Matérias pagas exibem o novo suplemento milagroso, o novo remedinho que vai "secar a sua barriguinha" em vinte dias. Muitas pessoas acreditam e seguem as dietas mágicas, colocando sua saúde em risco e sem saber o que estão fazendo de verdade com seu corpo. Não percebem que não basta ver o ponteiro da balança despencar. Sim, é o que você mais quer, mas a que custo?

Temos que levar em consideração que nosso corpo é composto de ossos, músculos, gordura, água e inúmeras moléculas que estão envolvidas no nosso metabolismo. Quando iniciamos uma dieta, qualquer dieta que seja, de cara consumimos o glicogênio acumulado para produzir energia. Peraí: glico o quê?

Glicogênio, uma molécula composta por várias moleculazinhas de glicose encadeadas, uma forma de reserva de rápida mobilização que temos no nosso corpo. E o glicogênio é hidrofílico, ou seja, junto com ele, tem muita água. Assim, logo de cara, em qualquer dietas, secamos dois quilos logo na primeira semana. Empolgação a mil: milagre!!!

Não, amiga, não é milagre. É glicogênio e água. "Como assim? quer dizer que não perdi nada de gordura?" Perdeu, perdeu sim, mas não dois kilos. Aguarde e verás!

Na semana seguinte, a queda de peso desacelera. Calma, não há nada de errado contigo. Agora sim, vamos começar a emagrecer de verdade. Mas é preciso ter mais um cuidado aqui: precisamos perder gordura e preservar nossa massa muscular. Então não é só "fechar a boca" e passar três horas por dia se acabando na academia. O segredo está na dose correta de exercício e dieta adequada. Então, nada de querer perder 10 kg em um mês. Quanto tempo você levou para acumular esses culotes ai (eu levei trinta anos pra cultivar os meus, rs)?

"Ah, mas eu nem ligo pra essa de massa muscular. Não quero ficar musculosa." Então saiba que após os trinta anos, a tendência de uma pessoa sedentária é perder 10% de sua massa muscular a cada década. Quer dizer, quando você for velhinho, com dor nas costas e dificuldade pra levantar do vaso sanitário, vai querer repensar essa afirmação, com certeza, rs... Músculos são nossos amigos. Sustemtam nosso esqueleto, permitem nossa locomoção, torneiam nossas pernas e bumbuns. E como se não bastasse, consomem calorias! Sim, quanto mais massa muscular você tiver, mais poderá comer! E, querida, acredite: você não vai ficar parecendo o Connan, nem que queira. Mulheres não tem testosterona suficiente para ficar musculoséeeeeeeeeerrimas assim, só com dieta e exercício.

Então, como diria a Mimis, vamos parar de fazer fisioterapia na academia, ok? Passar a vida erguendo 500 g na rosca direta não vai te levar a lugar nenhum. Se tens um projeto, se tua vontade é remodelar o corpo, trace uma meta e siga em frente. A receita é mais simples do que parece: dieta adequada, treino suficiente e descanso. Um projeto de longo prazo, uma escolha para a vida. Basta ter disciplina e os resultados virão! Mais adiante, falaremos sobre a dieta (relax, girls. Não significa que vocês nunca mais poderão colocar um chocolatinho na boca, nãããããoooo. A vida é muito curta pra desperdiçá-la comendo apenas batata doce e frango grelhado).


Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário