quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Bodyweight Training: treinando em qualquer lugar!

 

Desde que começamos a reforma em casa, minha academia está mais para depósito. Ou seja, estou a quase 30 dias sem treinar com carga Smiley triste. Apesar do pânico do catabolismo, o resultado da avaliação física foi positivo, embora a bioimpedância dê muito erro, indicou que ganhei 1,5 kg de massa magra. Não vou levar ao pé da letra, mas alguma coisa eu ganhei e meu peso manteve-se constante ou seja: perdi banha e ganhei muki!!! Os únicos exercícios que fiz foram o Pilates e exercícios de Bodyweight ou calistenia.

Caliste o quê? Calma, o nome é feio, mas é mais simples do que parece: excercícios realizados com o peso do próprio corpo. Flexões, barra fixa, abdominais, agachamentos, tudo feito apenas com o corpinho que Deus lhe deu Smiley de boca aberta. E se você está fazendo cara feia ou achando que é mamão com açúcar, curte esse vídeo aqui e tenta, só tenta fazer igual, hahaha.

Is not easy não, amiga!

Pra vocês terem uma idéia, há 40 dias atrás, fui brincar de fazer flexões, daquelas de menina, que rouba com o joelhinho e fiz 10 e mais nenhuma. Ontem fiz 3 séries de 10 repetições de flexões de verdade, sem joelhinho no chão!

DEixa essa com o joelhinho pra fazer com as mãos próximas uma da outra, na linha central do peito, aí trabalha a tríceps.

Os agachamentos têm dezenas de variações, desde o tradicional ou com filho no colo, pra aumentar a dificuldade, até o total, sumô ou um que eu adorei, pelo grau de desafio, que é o Pistol squat. Há… esse vale à pena tentar! Me desafiei a fazer cinco com cada perna até o fim do ano. Estou no 2!

Ainda dá pra fazer elevações pélvicas (se estiver fácil, tente com uma perna só ou pede uma ajudinha, tipo assim ó!), tríceps banco, afundo na cadeira (como se fosse subir na cadeira, repita pelo menos 10 com cada perna), pranchas e o famigerado L-sit. Esse eu faço três repetições de cinco segundos cada, tentando um pouquinho mais a cada dia.

Recomendo muito que visitem esse site, tem vários vídeos explicativos e mãos à obra. Sei que pode parecer impossível no começo, mas os avanços em duas semanas de treino vão te deixar empolgada! Força na peruca! Quero ver todo mundo fazendo human flag ano que vem! E não esqueçam: não adiante se matar. 30 a 60 repetições pra cada grupo muscular está de bom tamanho! Claro que no começo não dá, mas a progressão logo vem! Vamos nessa!

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Como comer corretamente na correria do dia a dia?

Siiiiim, eu sei… você trabalha, cuida da casa, dos filhos, estuda, malha, dorme e mais um milhão de tarefas que às vezes, a perspectiva de ter que preparar um almoço em 20 min tem a maior cara de lasanha congelada industrializada! PODE PARAR POR AÍ! Uma vez ou outra até vai, mas tem formas melhores de se alimentar e alimentar sua família, é ou não é?
 
Pra começar, opte por coisas que simplificam sua vida. Ter filezinhos de frango congelados individualmente (o tal do Sassami, do mercado, sabe?) por exemplo, é uma mão na roda. Aqui em casa, vão direto do freezer pra frigideira. Eu vou temperando enquanto eles fritam e congelam simultâneamente. Como? É, eu tenho uns 30 minutos pra fazer o almoço do povo.
 

Se tiver espaço, ter alimentos semiprontos congelados tb é uma opção maravilhosa. Não essa geladeira não é minha, hahaha… “Ah, mas eu detesto comida congelada!” Então vamos primeiro aprender a congelar os alimentos. Eu congelo hortaliças como vagens, brócolis, cenouras em rodelinhas, abóbora, faço bolinhos de carne, hamburgueres, congelo tudo de forma individual, então fico com porções perfeitas, em saquinhos. Do freezer pra panelinha (pode ser pro micro). Porque chegar em casa depois de um dia extenuante e ter que lavar brócolis é o fim!
 
E para não passar o sábado cozinhando e congelando, eu faço o seguinte: Na hora de fazer alguma coisa, preparo duas ou três proções à mais para serem congeladas! Você não precisa de um estoque para três meses, mas ir renovando os alimentos do seu freezer é algo inteligente, afinal, hortaliças estragam muito rápido.
 
O feijão, por exemplo, eu cozinho um panelão e congelo porções com pouco tempero e sal. Aí, quando descongelo, dou uma caprichada nos temperinhos e ele fica com cara de novinho! O mesmo vale pra lentilha, pra ervilhas secas e pra grão de bico.
 
O frango cozido e desfiado também é ótimo ter prontinho e nem dá trabalho. Chegue em casa, atire o frango na panela com um temperinho suave, vai cuidar da tua vida e da vida dos teus filhos. Depois de dar banho na piazada, escorra e desfie o frango. Você pode usar o mixer pra facilitar ainda mais essa tarefa.
 
Além disso, ao chegar em casa com suas frutas e folhosos, lave e guarde em recipientes fechados, prontinhas para serem devoradas! Assim não tem desculpa pra sucumbir ao pacote de bolachas recheadas. Aliás, aqui em casa nem tem isso mesmo, rsrsrs =P.
 
E na rua? Ah, daí vai ser tema pra outro post, pq eu jurei que iria ser breve nesse e olha o tamanho que já está! Bora se planejar, mulherada, por que tempo pra treinar é que não pode faltar!
Bjos!